07
Sex., Ago.
1 New Articles

Menos 77,32% de exportações chinesas para Angola

Menos 77,32% de exportações chinesas para Angola

Angola
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

A China vendeu menos 77,32% de produtos a Angola, em Janeiro e Fevereiro, em comparação com o mesmo período de 2015, revelam as Estatísticas dos Serviços de Alfândega da China, publicadas pelo Fórum Macau. Os dados indicam ainda que houve uma

redução de 25,54% nas trocas comerciais entre Pequim e os países lusófonos. 

Nos dois primeiros meses do ano, as trocas comerciais entre a China e os oito países lusófonos ascenderam a 11,192 mil milhões de dólares, o que representa uma redução de 25,54%, causada sobretudo pela diminuição das exportações chinesas para o Brasil e África. 

De acordo com os Serviços de Alfândega da China, em Janeiro e Fevereiro a China vendeu menos 77,32% a Angola, menos 50,27% ao Brasil, menos 46,69% a Moçambique, menos 43,05% a Cabo Verde, menos 28,61 à Guiné-Bissau e menos 22,16% a São Tomé e Príncipe. 

As estatísticas indicam ainda que, nesses dois meses, as exportações da China para os países lusófonos caíram, globalmente, 49,16%, enquanto as importações aumentaram 0,95% em termos homólogos (comparação com o mesmo período do ano anterior). 

Apesar de as importações chinesas da lusofonia terem aumentado ligeiramente, as compras da China aos países lusófonos diminuíram em quase todos os casos, tendo apenas aumentado o valor relativo ao Brasil nos dois primeiros meses do ano (mais 19,28%). 

Neste cenário, o Brasil continua a ser o maior parceiro comercial da China, com as trocas bilaterais em Janeiro e Fevereiro a ascenderem a mais de 7,63 mil milhões de dólares. Segue-se Angola (2,45 mil milhões de dólares), Portugal (808 milhões) e Moçambique (274 milhões).

 

 

 

Fornecido por:Angonoticias 2016 ( Stop.co.mz )

Stopmznews