12
Qua., Ago.
1 New Articles

Número de ilegais expulsos por Angola cai no espaço

Número de ilegais expulsos por Angola cai no espaço de uma semana

Angola
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

O número de imigrantes ilegais expulsos por Angola caiu cerca de um terço na primeira semana de abril, ficando abaixo dos 700 casos em sete dias, indicam dados disponibilizados à Lusa pelo Serviço de Migração e Estrangeiros (SME). 

 

A informação diz respeito à semana até 06 de abril, com o SME a informar que foram "expulsos do país por permanência ilegal", por via administrativa e judicial, 688 cidadãos estrangeiros, menos 266 casos face à semana anterior. 

Ainda de acordo com os números oficiais do SME, estavam contabilizados na última semana, através dos Centros de Detenção de Estrangeiros Ilegais, 447 cidadãos detidos por situação migratória irregular (menos uma centena no espaço de uma semana) e que aguardam o regresso aos respetivos países de origem. 

Segundo relatórios do SME consultados anteriormente pela Lusa, foram expulsos por Angola cerca de 1.000 ilegais por semana em 2015, sendo o controlo das entradas no país um assunto sensível para as autoridades angolanas, tendo em conta a extensa linha de fronteira terrestre e a crescente entrada por via marítima. 

Ainda segundo o SME, no mesmo período, por infrações migratórias, foram aplicadas multas a 70 cidadãos e uma empresa. 

O Governo angolano gastou nos últimos três anos 261,2 milhões de dólares (229 milhões de euros) com o repatriamento de 122.385 imigrantes ilegais, segundo um documento do Ministério do Interior divulgado em fevereiro. 

Os imigrantes de países do leste e oeste de África representam o maior número de ilegais em Angola, destacando-se os da República Democrática do Congo, com 112.608 do total de 121.421 cidadãos africanos ilegais. 

Da Europa, Portugal surge em destaque no período em referência, com 40 de um total de 61 europeus. 

O documento adianta ainda que nos últimos três anos, os números mais altos da imigração ilegal, detetados e expulsos, ocorreram em 2014, com 50.726, dos quais 261 foram expulsos por via judicial e 50.465 por via administrativa.

 

 

 

Fornecido por:Angonoticias 2016 ( Stop.co.mz )

Stopmznews