Problemas de tesouraria atrasam aquisição de novos aviões

Problemas de tesouraria atrasam aquisição de novos aviões da TAAG

Angola
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Uma das novas aeronaves, Iona, deveria ter sido entregue a 18 deste mês. Outra, Morro do Moco, doze dias mais tarde, isto é na última Quarta-feira. Porém, problemas de tesouraria, aos quais não é alheia a crise económica que Angola atravessa,

inviabilizaram a conclusão do pagamento da última tranche relativa à aquisição pela TAAG de dois novos Boeings 777-300 ER, assim baptizados.

Em Fevereiro último estas e outras questões foram objecto de consultas entre executivos do EximBank, HSBC, Boeing e da TAAG. À data tudo parecia encaminhado para que a esta hora os dois aviões estivessem em Angola.

A TAAG, representada em Washington por Vipula Gunatilleka e Bill Boulder administradores para as áreas financeira e comercial, respectivaente, há algum tempo que vinha mostrando algumas reservas. Destas consultas também tomou parte Angélica Paquete, executiva do Ministério das Finanças ligada à dívida.

 

 

 

 

Fornecido por:Angonoticias 2016 ( Stop.co.mz )

Stopmznews