21
Qua., Abr.
0 New Articles

Morgue Central de Luanda: Sobrelotação e cadáveres em decomposição por causa do mau estado das câmaras frigoríficas

Morgue Central de Luanda: Sobrelotação e cadáveres em decomposição por causa do mau estado das câmaras frigoríficas

Angola
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Na Morgue Central de Luanda, que enfrenta sérios problemas de superlotação de cadáveres, menos de metade das câmaras frigorificas estão a funcionar, o que provoca a decomposição acelerada dos corpos dos mortos. As reclamações dos familiares

vão-se amontoando e há funcionários a alertar sobre os risco para a saúde pública.

A notícia é avançada pelo Jornal de Angola (JÁ), que cita uma fonte ligada ao departamento de Saúde, que informou que na Morgue Central de Luanda, apesar de existirem 15 câmaras frigoríficas com várias gavetas, oito dessas câmaras estão avariadas.

Segundo a mesma fonte, a morgue enfrenta sérios problemas de superlotação de cadáveres e, por isso, três a quatro cadáveres são depositados na mesma gaveta.

"É lamentável o que vemos diariamente. Numa gaveta devem, no máximo, ser colocados dois corpos e não ao contrário. Com isso, os defuntos entram em estado de decomposição e é necessário que se tome medidas para evitar situações piores", Lê-se no JA.

"Tem havido muitas reclamações por parte dos familiares quando se deparam com o corpo do seu ente querido em avançado estado de decomposição", refere a mesma fonte, que avançou ao JÁ que o assunto já se arrasta há dois meses e é do conhecimento do Governo Provincial de Luanda e do Ministério da Saúde e que alerta para o risco "grave" para a saúde pública se não houver uma solução urgente.


Fonte:da Redação e com angonoticias.com
Reeditado para:Noticias do Stop 2020
Receba diariamente o STOP em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para +258 827606348 para receber notícias diariamente em seu celular
Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP/Estadão

Stopmznews